sábado, 12 de junho de 2010

O DESAFIO DE SER CRISTÃO NUMA SOCIEDADE PECADORA

Neste mundo quase tudo é desafios, uns grandes e outros, porém, de pequenas proporções. Como por exemplo, seres vivos do reino vegetal às vezes precisam desafiar a escassez de terrenos desérticos a fim de sobreviver; animais precisam desafiar outros de espécies diferentes e até mesmo da mesma espécie, para poder continuar sobrevivendo; pessoas há que desafiam a falta de moradia, a falta de alimentos, a falta de emprego, a falta de saúde e uma série imensa de gigantes que aparecem no seu caminho para ameaçá-los. No entanto, tais desafios não ocorrem apenas no aspecto da sobrevivência física, mas também no espiritual, algo enfrentado pelos verdadeiros cristãos do mundo inteiro. Como assim nos advertiu o Apóstolo Pedro: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo” I Pedro 5:8 e 9. Segundo ele o nosso maior inimigo espiritual possui as características psicológicas de um dos animais mais ferozes que existe na selva – o leão, um animal conhecido por sua força e violência; e se livrar dele não é nada fácil.

O cristão fiel, embora esteja sob a proteção divina, precisa se esforçar no sentido de resistir às investidas e estar atentos às astúcias ciladas de Satanás. E isso em nossos dias tem se tornado um dos grandes desafios para os filhos de Deus, já que estamos vivenciando momentos de grandes avanços em todos os aspectos; principalmente na área da mentalidade humana que freqüentemente muda conceitos acerca da ética e da moral. Contudo, não somos os primeiros a adentrar a esse campo de batalha; nossos antepassados enfrentaram grandes desafios do velho inimigo, que sabe apresentar suas estratégias compatíveis com o meio e os recursos disponíveis em cada época e em todas as circunstâncias.

DESAFIOS E VITÓRIAS DOS HERÓIS DA FÉ
A Bíblia - o livro por excelência é o melhor manual que temos em mãos que possa oferecer ensinamentos para uma vida de vitória sobre os gigantes espirituais. Além de conselhos doutrinários existem também, os testemunhos de muitos homens que conseguiram manter uma vida íntegra, em meio a uma sociedade completamente corrompida e perversa. Dentre eles, alguns nomes serão mencionados neste espaço para que sirvam de exemplo para nós hoje. Em ordem cronológica quero citar apenas três nomes de grande destaque na história bíblica. O primeiro foi Noé; e para sabermos os desafios enfrentados por ele precisamos saber qual era a situação moral da sociedade dos seus dias, e para isso temos que recorrer à palavra de Deus, que diz: “E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” Gen. 6:5. Observe que além da maldade que se multiplicara nos corações dos homens, ela não parava de se multiplicar; a cada dia que se passava os homens procuravam desenvolver outras formas maldosas de contrariar a vontade de Deus e causar males aos seus semelhantes. Entretanto, em meio a tudo isso a Bíblia declara: “Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR” Gen. 6:8. Creio que os desafios foram grandes para Noé, pois teve que renunciar interesse e suportar certos insultos para não se desviar do seu maior propósito que era o de manter-se íntegro para agradar a Deus. Mas exemplo maravilhoso como esse não parou por aí, pois tempos depois nasceu José, filho de Jacó. Um jovem muito amado por seu pai, mas que teve que enfrentar os desafios que aos poucos foram surgindo em sua vida. O primeiro desafio foi de ser odiado por seus irmãos que por inveja procuravam a sua ruína, ao ponto de vendê-lo como escravo para os mercadores midianitas que iam para o Egito.

O negociante que comprara José o vendeu a Potifar um oficial da casa de Faraó. Algo que pode ter feito com que José sentisse alívio; pois quem sabe, pode ter pensado - Muito embora eu esteja sentindo a falta do meu pai, posso suspirar aliviado, pois estou longe daqueles que me perseguiam! – Porém, não imaginava ele, que muitas provas o esperavam, até que a bênção divina o alcançasse. E como todos que estão marcados para vencer, José teria que enfrentar os desafios que o campo de batalha espiritual apresentava. Ele não sabia, mas antes de tomar posse da vitória teria que ser provado em várias áreas de sua vida. A primeira delas foi a de não ceder à sedução de sua insistente patroa; a segunda, a de ter que sofrer as calúnias, consciente de sua inocência; e finalmente, a de ser submetido à prisão.

Diante de tudo que José sofreu; sendo criticado, perseguido, vendido como escravo, assediado sexualmente e caluniado – jamais ele recuou diante desses desafios, pelo contrário, ergueu sua cabeça e manteve a postura de um verdadeiro homem de Deus. Sua conduta moral e espiritual não foi abalada pelas influencias malignas que o cercava, pois tinha o firme propósito de ser um vencedor, mesmo que para isso teria que sofrer muito.

Outro de quem a Bíblia dá testemunho é o jovem Daniel, que pela ocasião do cativeiro babilônico fora conduzido com outros companheiros para a Babilônia, a fim de servir o rei Nabucodonosor em seu palácio (Dan. 1). E para que eles pudessem estar aptos para assistir o rei, teriam de serem submetidos à uma dieta alimentar especial, composta das mais finas iguarias, incluindo os alimentos oferecidos aos deuses e o vinho, dos quais o próprio rei participava. Mas, conhecedores dos princípios sagrados que eram; resolveram abster-se de tais alimentos e preferiram se alimentar de legumes, apenas. Algum tempo depois, Daniel, por demonstrar grande sabedoria e fidelidade a Deus, tornou-se alvo da inveja dos oficiais do rei, que por meio de um edito real o proibiu de fazer oração a Deus, sob pena de ser lançado aos leões para ser morto. Mas como sempre, manteve-se determinado em ser fiel aos princípios divinos. Por isso continuou orando a Deus como de costume, ciente de que tal prática constituía o motivo principal para conduzi-lo a morte.

Os desafios para Daniel foram grandes por habitar numa terra onde a cultura consistia quase que em sua totalidade, em práticas pagãs e tradições fundamentadas nas velhas fábulas. Contudo, foram a firmeza de caráter e a determinação em manter-se íntegro para agradar a Deus que determinaram suas vitórias, fazendo-o um grande vencedor que pudesse nos legar exemplos maravilhosos de fidelidade a vontade de Deus.
OS MAIORES DESAFIOS PARA OS CRISTÃOS HODIERNOS
Os filhos de Deus que viveram em tempos bastante remotos tiveram que enfrentar grandes desafios para conseguir manter a sua integridade moral, ética e espiritual; tendo em vista terem que conviverem com a ignorância e a idolatria da qual todos os povos (Exceto Israel) faziam parte. Contudo, nada se compara aos problemas da atualidade. Pois além da idolatria que é uma prática herdada da Babilônia antiga e outros povos politeístas, temos como desafios, as inovações resultantes de mentes descompromissadas com a verdade. Como por exemplo, um dos problemas mais sérios enfrentados pala juventude cristã é a questão moral relacionada ao sexo, onde os conceitos e os valores estão sofrendo várias transformações e inversões. Uma delas é quanto ao jovem manter-se casto em meio uma sociedade que interpreta a questão da prática sexual antes do casamento e a promiscuidade como algo normal e necessário. E para manter essa filosofia, o diabo usa não apenas os jovens que abraçam esse tipo de comportamento, mas também os meios de comunicação, as leis, professores de escolas públicas, etc. A maior preocupação dessas pessoas é com a integridade física das pessoas, e para isso o governo gasta rios de dinheiro com propagandas advertindo ao povo no sentido de se prevenir das DST e evitar a gravidez, quando na verdade deveria sem prejuízo desse tipo de propaganda, procurar imprimir nas mentes das pessoas a necessidade de manter uma vida sexual dentro dos limites da moral. Mas se essa idéia for levada ao conhecimento de certas autoridades, ela servirá como motivo para chacotas. Viver em uma sociedade dessa não é fácil, pois uma parte significativa dos políticos é ferrenha apologista da imoralidade e da corrupção. Como foi presenciado por muitos ontem no programa do Ratinho, o Vereador Carlos Apolinário afirmar, que a Prefeitura de São Paulo gastou um valor vultoso (Mais de milhão) em camisinhas e gel lubrificante para serem distribuídos no movimento realizado pelos homosexuais.

Os desafios, no entanto não se resumem na questão do sexo, mas também na cultura capitalista impregnada em nossa sociedade, onde o material e imediato tem prioridade e provoca nos seres humanos uma correria desenfreada. É uma busca constante e insaciável pelo poder, fama e prestígio; e isso é um desafio para os cristãos modernos, já que grande parte tem sida atraída e se adequado a essa nova “cultura”.

Diante de tantos desafios que temos pela frente, devemos nos atentar mais para as coisas do Espírito; valorizar mais o espiritual ao material; não se esquecendo de que os valores materiais são transitórios e insignificantes diante dos valores eternos reservados por Deus para aqueles que lhe são fiéis e não recuam diante dos grandes desafios.

P.A.B.J. TO. 12.06.10

Uma Geração de Cristãos que não Dança nem Pranteia

Por: Edes Durante o tempo de sua peregrinação, Jesus observou com atenção como Ele e João Batista foram recebidos pelos seus contempor...